News


O documentário de Chiara Ferragni e sua contribuição para comunicação digital



O documentário de Chiara Ferragni e sua contribuição para comunicação digital

Nos últimos dez anos muita coisa aconteceu no âmbito comunicacional e da moda. Uma delas, foi a revolução digital com o boom dos blogs, em cada esquina poderíamos ver uma blogueira e seu look do dia entre uma selfie e outra. Tudo era novidade. Os nomes escolhidos para os sites, também.

Um desses nomes seria o “The Blond Salad”, da italiana Chiara Ferragni, por exemplo. Lá em 2009 Chiara lançou seu blog para compartilhar o dia-a-dia de uma jovem estudante que morava em Milão. Mal sabia ela que essa ideia se tornaria um conglomerado poderosos de empresas e a colocaria no topo do empreendedorismo digital e em várias capas de revistas ao redor do globo falando sobre.

Confira o trailer “Chiara Ferragni-Unposted”

A mais nova empreitada da empresária influencer, é o documentário “Chiara Ferragni- Unposted”, que será lançado no próximo dia 04 no Festival de Veneza, um dos mais importantes festivais de cinema no mundo. A produção que abordará a vida profissional e pessoal de Chiara, tem direção da Elisa Amoruso, e contará com participações de peso como a estilista Donatella Versace e a Maria Grazia Chiuri, designer da Dior que produziu o vestido de noiva da blogger, que a propósito, foi onde as gravações do filme começaram.

Com certeza Ferragni é um case de sucesso quando falamos de influenciadores digitais. Digamos que uma das poucas e boas. Vamos combinar que hoje em dia, as pessoas compram tudo, até likes e followers. Mas será impossível comprar um lifestyle.

O branding criado pela italiana em volta de sua imagem rendeu muitos frutos positivos. A mesma conseguiu ir além do www e montou um império de peso, atenuando seu lado estilista com a Chiara Ferragni Collection, além de parcerias com outras grifes (colaborar é melhor que competir). A mais recente, foi com a gigante dos cosméticos, Lâcome.

Diz que muita gente tá de olho na distribuição do filme. A HBO e a Netflix são nomes cotados. Ainda não se sabe detalhes sobre.

O que esperar do documentário? Muita inspiração. É melhor pegar um bloquinho.